Artigo

Etiqueta: O que fazer e o que não fazer na degustação de vinhos

A imagem do visitante da região do vinho se esgueirando confiantemente até o bar de vinhos, sua técnica giratória para baixo, é icônica. Mas a realidade é que nem sempre está claro o que fazer e - talvez mais criticamente - o que não fazer depois de chegar à sala de degustação. A seguir, dicas de como aproveitar essa atividade vínica.

A reserva

A maioria das vinícolas na região vinícola está aberta ao público em geral sete dias por semana, mas algumas estão abertas apenas nos fins de semana ou por marcação; ligue com antecedência para garantir que você pode ir aonde quiser.

Isso vale para grupos também. Muitas vinícolas precisam fazer arranjos especiais para grupos maiores que oito, e algumas não podem acomodar grupos. Arranjos especiais também podem ser necessários para veículos grandes, como limusines e ônibus de turismo.

As excursões são oferecidas em muitas vinícolas, e as reservas para essas atividades costumam ser fortemente recomendadas ou mesmo obrigatórias. Especialmente nos fins de semana agitados, ligar com antecedência para reservar passeios ou degustações privativas é essencial.

Visitar a região vinícola com as crianças pode ser uma atividade divertida para a família. Há muitas vinícolas adequadas para crianças, mas ligue primeiro para se certificar de que os locais onde você planeja parar se enquadram nessa categoria. As melhores oferecem caixas de sucos sem álcool para crianças e ainda possuem equipamentos para brincar.

A preparação

Vestir roupas confortáveis ​​e casualmente elegantes para as salas de degustação dá o tom para um passeio sofisticado e é um sinal de respeito pelas vinícolas.

Certifique-se de levar equipamentos adequados para o clima (por exemplo, guarda-chuvas e sapatos resistentes durante a estação chuvosa; roupas mais leves, chapéus e protetor solar nos períodos de pico do verão), especialmente se atividades ao ar livre, como caminhadas pelos vinhedos e piqueniques estiverem em sua agenda.

Não use perfume ou colônia fortemente perfumada nas salas de degustação; os aromas podem dominar os aromas sutis no vinho - e interferir na sua própria experiência e na de outros.

Nota rápida sobre decoro: as vinícolas são vinícolas, não bares em si. Embora o álcool esteja sendo servido, é um ambiente descontraído e de conversação. Salve brincadeiras barulhentas e atividades estridentes para mais tarde!

A ordem

As taxas de degustação são procedimentos operacionais padrão na maioria das vinícolas, embora algumas ainda ofereçam degustações gratuitas ou de custo muito baixo. Muitos dispensam as taxas de degustação com a compra de um vinho (o que tira um pouco do peso das taxas mais altas), portanto, pergunte sobre esses incentivos.

Dividir uma degustação com um companheiro é aceitável, especialmente considerando as taxas cada vez mais altas e a necessidade de evitar ficar excessivamente embriagado. Também é uma ótima maneira de estimular o debate sobre os vinhos entre você e seu amigo.

Faça alarde para uma degustação de reserva - quando disponível, uma amostra opcional dos vinhos de alta qualidade ou de produção limitada de uma vinícola - se você estiver interessado em conhecer as ofertas mais raras e exclusivas de um local.

A tecnica

Nem é preciso dizer que degustar tem a ver com diversão. Mas para aqueles que procuram colher o máximo dos vinhos ao servir, rodar é uma ótima maneira de atiçar (ler: arejar) os inúmeros aromas do vinho. Para obter o máximo controle, coloque o copo em uma superfície plana e gire enquanto segura a haste.

Ao provar, segure os copos pelo pé em vez da tigela; segurá-los pelos copos cobre as impressões digitais gordurosas e pode perturbar a temperatura do vinho (o ideal é que tenha sido servido na temperatura certa).

Inspire profundamente antes de tomar um gole; os aromas do vinho constituem uma de suas ofertas mais atraentes! Ao beber, gire o vinho na boca para garantir que cubra todas as superfícies; captamos diferentes sensações de textura e sabor em diferentes partes de nossa boca.

Prove vinhos brancos e mais leves antes de vinhos mais pesados, como os tintos ousados, e deixe os vinhos mais doces para o final. Isso garante que os vinhos mais ousados ​​e doces não superem os mais delicados que você degustar primeiro.

A quantidade

O seu próprio ritmo é um aspecto crítico, se não muito falado, da degustação. Crie moderação em seu dia, selecionando três ou quatro vinícolas para visitar. Incorporar atividades como passeios e um grande almoço interrompe o dia e garante que você faça mais do que apenas beber.

Quando estiver nas vinícolas, aproveite as escarradeiras - ou baldes de degustação - que são oferecidos nos bares. Cuspir todo ou parte do vinho que degustar o ajudará a permanecer alerta e a aproveitar ao máximo sua experiência.

Acompanhe o quanto você está consumindo. Normalmente, as vinícolas dispensam amostras no tamanho de doses de 30 gramas. Como ponto de referência, um copo típico contém de quatro a seis onças de vinho; conheça seu limite e cuspa ou pare quando o atingir.

Beba muita água para evitar a desidratação.

Sempre tenha um motorista designado.

A compra

Comprar vinhos que você apreciou é uma ótima maneira de manter a memória viva quando você voltar para casa. Certifique-se de estar ciente das leis de envio que se aplicam ao seu estado se precisar enviar vinho de volta para casa; se você estiver voando, consulte sua companhia aérea sobre as restrições de peso, quantidade e líquidos.

Novamente, as taxas de degustação podem ser dispensadas ou reduzidas se você comprar vinho em sua visita. Certifique-se de perguntar sobre esses incentivos; você pode descobrir que gasta a mesma quantia ou até menos do que gastaria em uma degustação comprando uma garrafa!

A maioria das vinícolas possui clubes de vinho que oferecem remessas periódicas de vinho de forma contínua. Além dos vinhos que vêm com as assinaturas, os benefícios e regalias são abundantes. Não hesite em perguntar sobre o preço da assinatura, as quantidades enviadas, quando são enviadas e quaisquer outras vantagens que possam estar incluídas.

Seguir essas dicas deve garantir uma visita tranquila ao país do vinho e - melhor ainda - permitir que você se concentre em fazer memórias, em vez de se preocupar com os detalhes. Viva isso!

Recomendado